TRANSCRITO DA REVISTA PAULISTA DE CIRURGIÕES DENTISTAS (APCD) - Vol. 40 -
Nº 3 - Maio/Junho, 1986 -
CLIQUE AQUI E VEJA O  TRABALHO ATUALIZADO EM 20/11/1999 

BURLINGTON GROWTH CENTRE UNIVERSIDADE DE TORONTO CANADA


(Dados selecionados - Boa oclusão dentária - Sem tratamento ortodôntico )


Dr. Cléber Bidegain Pereira, C.D.
Dra. Hildegard Riesinger Pereria, C.D.
Medidas preventivas são o mais importante fator para salvaguardar a saúde do indivíduo. O tratamento ortodôntico preventivo requer extensivos conhecimentos sobre crescimento e desenvolvimento de face, considerando isto, em 1952, a Faculdade de Odontologia da Universidade de Toronto criou o "Burlington Growth Centre", para seguir o crescimento e desenvolvimento de 1.258 crianças, na cidade de Burlington. Esta comunidade foi escolhida por estar perto da Universidade de Toronto o por ser uma típica pequena cidade residencial, situada no Estado de Ontário, onde vive 40% da população canadense.

O grupo racial predominante, na população da cidade de Burlington, era caucasiano, principalmente anglo-saxônico. Os poucos índios norte-americanos, orientais e negros, que viviam na cidade, não foram incluidos no estudo, por não serem representativos da amostragem.

Os dados do "Burlington Growth Centre" consistem de cinco grupos de estudos (Tabela I), mais 307 pais o 111 irmãos. As 1.258 crianças representavam 85% a 90% das crianças da cidade, com as idades requeridas, na época em que o estudo foi iniciado.

TABELA I
GRUPOS DE ESTUDOS DO
BURLINGTON GROWTH CENTRE


Série experiental
312
Série de controle (C-6)
295
Idade de controle (C-8)
219
Idade de controle (C-10)
217
Idade de controle (C-12)
215
Total
1.258
Os recordes anuais consistem do seguinte: História do caso; exame clínico e avaliação de crescimento e oclusão; medidas antropométricas; altura e peso; seis radiografias cefalométricas; uma radiografia do punho, para avaliar o índice carpal; impressões e mordida em cera para modelos em gesso; fotografias de frente e perfil. Radiografias intra- orais e eletromiografia foram tomadas quando necessário.

Os recordes foram feitos o mais perfeito possível do dia em que as crianças nasceram.

A amostra de nosso estudo foi selecionada nas seguintes coleções do "Burlington Growth Centre": Grupo experimental, com recordes anuais tomados dos 6 aos 20 anos. Total de 607 casos. Deste material nós selecionamos 52 casos com oclusão normal, sem tratamento ortodôntico, e 14 casos com mordida cruzada posterior na dentição decidua. Usamos, para esta seleção: recordes clínicos, do computador; modelos em gesso e radiografias.

Nós consideramos como oclusão normal naqueles casos com Classe I (Angle), em todas as idades, e uma relação esquelética dentro dos padrões clássicos de normalidade. Aceitamos como máximo normal: ressalte de 4 mm; sobrepasse de 1/2 coroa e apinhamento não maior do que 4 mm, por arcada dentária. Incluímos, nesta seleção, casos com mantedor e recuperador de espaço, e caninos decíduos que foram reduzidos no seu diâmetro mésio-distal.

Desta amostra, nós coletamos fotocópias xerox dos recortes clínicos; traçados cefalométricos (lateral e póstero-anterior) e modelos em gesso, nas idades de 3 ou 6, 9, 12 e 20 anos. Este material será cadastrado em linguagem Basic, em Computador Prológica CP/500, com programa especial, tendo todas os facilidades para consultas futuras.

Em cima desta coleção, nós planejamos os seguintes estudos imediatos:

A) Relação dos índices craniano, facial (total e superior) e dentário, nas diferentes idades.

B) Relação das larguras craniofaciais, nas diferentes idades, para vários cefalogramas de uso na ortodontia.

C) Estabelecer valores de normalidade, nas diferentes idades, para vários cefalogramas de uso na ortodontia.


                                              AGRADECIMENTOS
 

1 - Este estudo só foi possível graças ao uso do material do "Burlington Growth Centre", Faculdade de Odontologia, Universidade de Toronto, suportada com fundos provenientes do "Federal Department ol Health and Welfare (Canadá), N°. 605-7-299; Província de Ontário PR 33 e "Varsity Fund".

2 - Agradecimentos ao Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq) - Brasil).

3 - Os autores são muito agradecidos pela generosa assistência do Dr. Frank Popovich, Diretor do "Burlington Growth Centre" e de seu staff.

Para ver a imagen ampliada clique sobre ela
Dr. Popovich e Dr. Cléber, 
na ocasião da pesquisa

                         VEJA O  TRABALHO ATUALIZADO EM 20/11/1999 

                    Tabelas Cefalométricas

                    Gráficos

                    Dados estatísticos X  Dados individuais