Dr. Cléber Bidegain Pereira, C.D.

A fotografia digital ao vivo ( direta )  impõem-se cada vez mais.  Entre outras vantagens: a imagem fica pronta no mesmo instante, possibilitando sua avaliação imediata e repetição, quando necessária, sem  gastos com filmes e revelação;  o paciente sente-se feliz em aparecer na tela do computador, e esta tarefa constitui um bom início de relacionamento com o paciente.
Muitos são os processos de captura das imagens. Regra geral, quanto maior a sofisticação dos equipamentos, melhor é a qualidade das imagens.
As imagens planas, bidimensionais, que manipulamos na ortodontia: radiografias em geral, cefalogramas, slides, desenhos, textos,  podem ser capturados com scanners.
A imagens  tridimensionais: fotografias da face, intra-orais e de modelos, são capturadas de duas maneira: método direto  ( ao vivo) e método indireto.
 
 

Informações detalhadas 




MÉTODO DIRETO: Máquinas Fotográficas Digitais e Câmeras de TV
MÉTODO DIRETO

MÁQUINAS FOTOGRÁFICAS DIGITAIS

As imagens tridimensionais,  são capturadas ao vivo, por máquinas fotográficas digitais ou câmeras de TV, com placas especiais.
As máquinas fotográficas digitais vêm apresentando crescente evolução.  Em 1992, tive experiência  com a câmera fotográfica Canon, modelo RC-260, uma das primeiras digitais que apareceram no mercado. Igual à maioria destas câmaras da época, ela tinha lente pequena, o que resultava em imagens pouco satisfatórias a nível profissional. Disquetes regraváveis especiais, permitiam acumular 50 fotografias. A passagem destes dados para o computador fazia-se, com facilidade, utilizando a própria máquina fotográfica como disqueteira e um interface especial, que acompanhava o KIT. Os arquivos eram formato PCX.
As máquinas digitais com parte óptica com melhor qualidade, que iniciaram a aparecer logo depois, eram caras para o usuário individual.
Depois de 1996, iniciaram a aparecer no mercado as máquinas fotográficas digitais,  com melhores lentes
e por preço mais acessível, como a Polaróide PDC 2000  e a  Olympus D-600L.
Despertou grande interesse o sistema Imagek,  anunciado na Internet, constando de dispositivo da forma de um filme 35 mm., o qual adapta-se  a sua máquina não digital.Continua-se usando  a mesma máquina fotográfica antiga, com suas lentes de aproximação e com o seu flash circular.


                                             Novas Câmeras Digitais 
                                  Imagens Digitais X  Tradicionais 


(*)  As radiografias digitais, que iniciaram timidamente, caras e exclusivamente intra orais, agora inundaram o mercado, com telerradiografias da face e panorâmicas.  Muito em breve não existirá mais as películas com emulsão de prata...
Os programas de Cefalometria Computadorizada, sejam com Mesas Digitalizadoras ou marcando os pontos a Tela do Computador, também constituem novas maneiras de capturar imagens na ortodontia.

MÉTODO DIRETO

CÂMERAS DE TV

As câmeras de TV, capturam imagens com bons resultados.  Apresentam quatro níveis, com crescente qualidade das imagens pelo sinal que emitem: Vídeo Composto, VHS, Super VHS ( câmeras de uso caseiro) e RGB ( câmera profissional).
As câmeras de TV necessitam de placas especiais de captura, as quais apresentam-se com muitas opções: Vídeo Blaster; Vídeo Blaster Plus; Spijot, Cardinal, a Targa e outras. A Placa Targa é bem mais cara que as demais e produz resultados de melhor qualidade. Ela vem liderando o mercado de placas de Captura a muitos anos.  A Targa (*) é encontrada com 16, 32 e 64 bits.Estas placas, geralmente trazem um programa de captura.
Utilizei, com muito bons resultados, por  vários anos, a câmera de TV, com sinal RGB, da JVC 1070-U  (**) e uma Placa Targa com 32 bits. A câmera com sinal RGB. A imagem, em movimento, é visualizadas no monitor e congela-se um quadro (***).
Outras câmeras filmadoras, como a Super VGA, oferecem a vantagem de permitirem que se capture uma sequência de imagens e, depois, congelam-se os quadros ou o quadro de maior agrado. Possibilitam, ainda, passar para o computador toda a sequência de quadros, oferecendo a animação, o que é válido para observar e registrar a oclusão dinâmica e disrelações entre oclusão cêntrica e máxima intercuspidação. Ressalto que esta animação toma muito espaço em disco.

A oclusão dinâmica e outros movimentos podem ser capturados por TV não digital e depois transformados para digital por intermédio de placa especial.  Esta placa,  antes era cara e difícil,  hoje encontram-se facilmente no mercado e não custam preços exorbitantes.

Câmaras TV digitais apareceram no mercado, as quais possibilitam capturar imagens em movimento, ou congelar um dos quadros, para serem usados como fotografia. Estas máquinas estão entrando com variadas opções, inclusive com cartões de memória  (****)



(*) Existem modelos de Targa, próprias para o Windows 98.

(**) Há um novo modelo de vídeo SONY VÍDEO PROJETOR 127-K, de J. Morgan 8148978, apresenta vantagens de iluminação sobre a JVC 1070-U.
(***) O programa de captura, da Targa, recomenda usar dois monitores, o primeiro mostra a imagem mais fiel, mas, com tempo retardado; o segundo, que pode ser uma TV comum, que dá o tempo real. Atualmente uso só o primeiro. O tempo real vejo olhando para o paciente.
(****)  Por outro lado, os modelos de câmaras digitais mais modernos, têm opção de fazer pequenos filmes, que se prestam muito para registrar a Oclusão Dinâmica, eles formam arquivos  MOVIE MPG


CAPTURA DE IMAGENS TRIDIMENSIONAIS

 MÉTODO INDIRETO

As imagens tridimensionais podem ser capturadas pelo método fotográfico antigo, com sua máquina fotográfica e depois de revelado o slide ou a fotografia, transforma-se em imagem bidimensional e pode ser capturada por "scanner". Este método, perde algumas das vantagens da fotografia digital, mas pode-se com ele obter-se excelentes imagens.  Constitui uma ótima alternativa transitória, até que as máquinas eletrônicas, com boa qualidade, cheguem ao mercado com melhor preço.

CAPTURA DE IMAGENS BIDIMENSIONAIS

Uma boa maneira de capturar imagens bidimensionais é com os "scanner", os quais são equipamentos periféricos que possibilitam a entrada de dados em forma de imagens ou textos.  Existe uma grande gama "sanners", com maior ou menor qualidade, os quais podem ser utilizados,  segundos a finalidade a que se destina a imagem que se pretende capturar.

No caso de textos, com programas especiais, os scanner lêem o escrito. É a leitura óptica, que possibilita levar o escrito para um editor de texto e aí modificá-lo como qualquer outro texto que se tem no computador. Estes programas, desde suas versões 1997, já têm corretores especiais próprios para corrigir textos capturados por leitura óptica (****). Alguns scanner já trazem junto um destes programas. Se a intenção de utilização do scanner é exclusivamente ler textos, este não  necessita ser colorido.
A captura de transparências em geral -  radiografias e slides - necessita de  "scanners"  da melhor qualidade, com um adaptador especial próprio para transparências, sem o qual os resultados não são bons.
Resultados pobres, não recomendáveis,  são conseguidos com a alternativa fotografar as radiografias no negatoscópio.
                                       Mais informações sobre scanners

Slides e radiografias intra-orais, podem ser copiados, com aceitável qualidade, com a Câmera de TV ou câmaras digitais  com adaptador especial.

 Clique sobre as imagens para vê-las maior

JVC 1270-U com adaptador  para copiar slides  ou radiografais  intra-orais.NOTA: Este mesmo adaptador uso em minha
câmera dital Sony. Apenas tive de mandar fazerum anel de adaptação especial. 

Os slides copiados com scanners especiais, com adaptador de transparência, ficam aceitavelmente bons. No entanto, excelentes resultados são obtidos quando utilizam-se  "scanners" especiais para copiar especificamente slides.  Um dos primeiros que apareceu foi o SPRINTSCAN 35.  Atualmente surgiram vários outros e constituem a melhor opção  para copiar slides e radiografias intra-orais. Este equipamento é fácil de manipular e os resultados são realmente primorosos.
 
 
 

   Copiadora exclusiva de slides.
   Este equipamento, fabricado pela
   Polaróide,  é excelente. 
   Existem outros, como da Deskjet.

                    Ver maiores detalhes sobre vários  "scanners " próprios para copiar slides 



(****) Na leitura óptica, o programa comete alguns erros, que são frequentes - os quais não ocorrem nos outros textos - daí a necessidade de corretor ortográfico especial.

CEFALOMETRIA COMPUTADORIZADA
A Cefalometria Radiográfica Computadorizada. Nela, a marcação de pontos craniométricos não só possibilita a medição de grandezas, com também elabora o cefalograma.
Os programas de CRC atingiram um alto grau de confiabilidade. Testes e pesquisas têm sido feitos, sempre indicando que a CRC é mais precisa que a cefalometria em que as medidas são feitas pelo operador. Com o computador, não há erro na medida entre os pontos cefalométricos. Persiste sempre o mesmo erro, do operador, na marcação dos pontos.
Programas e sistemas diferentes, oferecem duas alternativas, para a marcação dos Pontos Cefalométricos: Mesa Digitalizadora ou direto na tela do computador, com a flechinha do mouse. No primeiro caso é necessário ter a Mesa, o que hoje não constitui problema. No segundo caso, é necessário ter a telerradiografia digitalizada por um excelente scanner e boa técnica, o que também não constitui problemas, pois o próprio Serviço de Documentação Ortodôntica fornece a telerradiografia digitalizada, com alta qualidade. Pesquisas têm demonstrado que ambos os sistemas são altamente confiáveis.
Assim, ambos os sistemas são excelentes. No nosso entender, a opção é de preferência individual, ainda que um e outro sistema tenham suas vantagens peculiares.
Aparecem no mercado, agora, sistemas que têm as duas alternativas, para Mesa Digitalizadora e para a tela do Monitor e, também, programas multimídia, em que o computador fala, nos dizendo os pontos que devem ser digitalizados.
 


(****) Na leitura óptica, o programa comete alguns erros, que são frequentes - e não ocorrem nos outros textos - daí a necessidade de corretor ortográfico especial.


COMENTÁRIOS SOBRE O MÉTODO INDIRETO

ALTERNATIVA TEMPORÁRIA

Até que tenhamos máquinas fotográficas com boas lentes e preços acessíveis, a  alternativa do método indireto,  está sendo usada por muitos colegas e Serviços de Documentação Ortodôntica,  aproveitando os excelentes equipamentos fotográficos que já possuem e a boa técnica que desenvolveram, são feitas fotografias pelo sistema tradicional. Estas fotografias, em forma de slides, com muito boa qualidade, são digitalizadas com scanners. Quando o scanner tem o adaptador para transparência e está bem configurado, os resultados são excelentes. No caso de slides,  atinge-se o máximo de qualidade, quando são usados scanners especiais para digitalizar slides, como o Sprintscan 35 e outros.
Convém ressaltar que nas fotografias, sejam digitais ou não,  é preponderante a iluminação, a qual deve ser padronizada, a fim de que se tenham imagens sempre com a mesma coloração.

          Ver maiores detalhes em " scanners ". 
 
 

Existem ainda copiadoras especiais para fotografias. Fotocopiadora, que vem com o seu sistema de iluminação perfeitamente adequado e balanceado.

Clique sobre as imagens para vê-las maior

   Fotocopiadora, exclusivamente para
   copiar pequenas fotografias.
   A vantagem é que tem a iluminação
   adequada.

 

                                  Algumas informações sobre flash circular 
 

                                          Maiores informações sobre scanners de slides 

                                          Como comprar câmaras digitais 
 

                                          Iluminação, um fator fundamental 

                                              Novidades sobre Armazenamento 

Recarga de cartuchos automático em Impressoras

Fotografia Digital 

Comunique-se.  E-mail  Cléber 


   Informações sobre máquinas fotográficas, escanners e outros:

< http://www.sonybrasil.com >
< http://www.ortodontia.com.br >   <dental@dentalpress.com.br>  - Fone (044) 262 2425
< http://www.cirrus.com.br >   <mauricio@cirrus.com.br> -  Fone 011 7568985
<ricardo_junqueira@ssp.br.sony.com> Sony Amazônia - Ricardo Junqueira - 011 3824 6628
  Dental Marinho - 011 3664 7851-  FAX  011 8732154.