TRANSCRITO DA REVISTA "ORTODONTIA", ÓRGÃO OFICIAL DA SOCIEDADE PAULISTA DE ORTODONTIA - N 29 Jan/Fev 1994. 

MODELO DE CARTA AO PACIENTE (*)

Dr. Céber Bidergain Pereira, C.D.


A Visualização Computadorisada da Expectativa de Tratamento Ortodôntico e/ ou Ortognata (VCETOO), poderá ser mostrada ao paciente e até mesmo entregue para ele uma cópia. Porém, é imprescindível que fique bem esclarecido, por escrito, que esta expectativa não é um compromisso profissional, é o que se espera que irá ocorrer. "Modelo de carta ao paciente" é uma sugestão para este escrito. Poderá ser modificado, adaptando-se às individualidades de cada caso.

EXPECTATIVA DO TRATAMENTO EM ORTODONTIA E CIRURGIA ORTOGNATA

O profissional não deve errar em seu diagnóstico e plano de tratamento. E é de esperar-se que seu prognóstico seja correto. A expectativa do tratamento, no entanto, deve ser tomada de maneira diferente, tanto pelo especialista, quanto pelo paciente. A visualização gráfica da expectativa do tratamento, realizada com o auxílio do computador, é aquela solução ideal, à qual o profissional almeja chegar. Não é um ideal utópico, irrealizável, um sonho. Ao contrário, deve ser um objetivo planejado com possibilidade de concretização. Porém, como todo ideal, toda perfeição, é uma meta a que, a nós, homens, só é dado aproximarmo-nos, chegar até bem perto, quase até atingí-la. Além disso, a expectativa do tratamento é a previsão otimista de onde se deseja chegar. Para atingir-se o resultado planejado é preciso confluírem diversos fatores de maneira favorável, sendo que, alguns deles, independem da intervenção do ortodontista, como a cooperação do paciente e o crescimento, que escapam ao controle do experto. O posicionamento dos lábios, em função das modificações dos incisivos, também não encontra nenhum processo absoluto de referência. Ele é baseado, mais que tudo, na suposição empírica do ortodontista. Não existem regras fixas e determinadas que sirvam para todos os casos, pois as variáveis, em função da tonicidade muscular, são individuais. A visualização da expectativa do tratamento não pode ser tomada como um compromisso absoluto do profissional. É, antes, uma proposta, um rumo, que será tomado nessas condições.

(*) Está carta foi remetida ao CRO/RS, o qual recomendou que fosse publicada para Odontólogos.




LEITURA RECOMENDADA


        Posição Mandíbula na tomada da Telerradiografia 



       Recolocação Computadorizada da mandibula