TRANSCRITO DA REVISTA "ORTODONTIA", ÓRGÃO OFICIAL DA SOCIEDADE PAULISTA DE ORTODONTIA - Ano IV - N 17; Jan./Fev. 1992

INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO

Dr. Cléber Bidegain Pereira.

Igual que em todas as atividades humanas, a informática oferece novas e fascinantes ferramentas para a educação. Quando me refiro à educação, faço-o na mais ampla abrangência. Desde as Universidades, ensino pós-graduação, escolas, aprendizado de línguas, alfabetização, ensino e informação profissional/paciente, tudo o que se refere a comunicação, até onde nossa imaginação possa alcançar. Os tapes de vídeo têm sido, até o momento, um valioso meio de ensino, prestando-se para demonstrações de técnicas e o mais que se deseja transmitir. No entanto, brevemente, serão substituídos pelos computadores, os quais, de imediato, apresentam vantagens arrebatadoras. A mais significativa é que o computador possibilita a interatividade. Enquanto que, com o tape, quem aprende é apenas um espectador passivo, o computador permite que se faça treinamento, experimentando caminhos, escolhendo perguntas, enfim, participando ativamente dos ensinamentos, o que ultrapassa à simples e insípida visualização da demonstração. No tape é possível parar, tocar para frente, para trás, buscar uma parte específica, porém, no computador, isto é feito com muito maior versatilidade, rapidez e facilidade. Da mesma forma, tanto nos tapes quanto no computador, as demonstrações originais podem ser modificadas, acrescentando-se, retirando-se ou ampliando-se qualquer parte do conteúdo. Porém, para isto ser feito, no tape, é necessária uma mesa de editoração, só compatível com profissionais do ramo. No computador, as modificações são feitas com extrema facilidade. Já existe, no mercado, grande variedade de programas educativos para todas as áreas e idades. Geralmente eles estão gravados em CD-ROM. Específicos para a odontologia e para a ortodontia, encontram-se maravilhosas produções educativas, ainda que, relativamente, em pouca quantidade. Livros didáticos estão sendo complementados com CD-ROM interativos e demonstrativos, o que é uma associação esplêndida. Pelo menos nos dias de hoje, os hiper textos são mais bem assimilados e de leitura mais agradável quando em forma impressa.

Na atualidade, os sistemas, que possibilitam a preparação dos programas educativos, estão ao alcance do professor e do profissional não especialista em informática. É mais fácil você mesmo fazer um programa educativo do que transmitir a um técnico todas a instruções para que ele faça a montagem. Os programas educativos, na odontologia, já são procurados na atualidade e há necessidade de produzi-los em maior escala. Podem ser utilizados pelos docentes em suas aulas e cursos, como também podem ser difundidos para utilização individual. Um e outro devem ser produzidos especificamente para seu fim. Esta tarefa deverá ser feita por aqueles que estão no ensino e, também, pelos profissionais que desejam fazer programas com informações aos pacientes. Programas alienígenos podem ser imensuravelmente ricos em informações, porém, não menos valiosos são os programas na língua portuguesa, destinados aos nossos interesses regionais. A nova estrada das comunicações, que hoje apenas se inicia, com a Internet e outros caminhos de transmissão eletrônica, em um futuro, não muito longínquo, serão "super estradas", onde as informações transitarão céleres e com baixo custo. Entre nós, fala-se que toda a rede da Embratel estará em fibras óticas, nos próximos cinco anos, aumentando consideravelmente o fluxo e a qualidade da transmissão. Será então possível a expansão ilimitada dos já existentes bancos de dados, ricos, em quantidade inimagináveis, de programas educativos,os quais poderão se acessados de nossa casa a qualquer momento. Toda a imensa demanda de programas educativos que ocorrerá, não poderá ser atendida de um momento para outro. Não poderá ser iniciada, somente, quando os caminhos estiverem amplamente abertos. Para que, ao chegar-se lá, tenham-se programas educativos em quantidade e qualidade exigidas, é necessário partir imediatamente. Os educadores devem iniciar já. De tal forma que se possam, paulatinamente, melhor aperfeiçoar programas existentes, atingindo assim a qualidade imprescindível, compatível com a amplidão destas comunicações.

Uruguaiana, 14 de agosto, 1996.