NAS SOBREPOSIÇÕES SERIADAS, QUAL PREFERIR:

SN ou FRANKFURT outros pontos e linhas ?

 

Como referência para avaliações seriadas, autores da modernidade, como Ricketts, MacNamara e Bimler, optaram pelo Franckfurt, Basio-Nasio, Plano facial de Downs, Plano estético de Ricketts, entre muitos outros. Autores antigos como Raidel, Steiner, Brodie,  Bjork, Daws e outros recomendam  SN e linha mandibular ou biespinhal para melhor observar os movimentos dentários.

 

A preferência pode-se dizer que é questão de faixa etária.... de fidelidade ... de fé.... de localização geográfica...

 

Seguem algumas das razões que podem ser consideradas.

 

1 – Os pontos S e N, por serem sagitais e únicos, são  facilmente identificados nas telerradiografias e nas tomadas seriadas.  Não sofrem alterações expressivas nas diferentes posições da cabeça no  cefalostato.

 

2 - A  base de crânio anterior, onde não está incluído o Nasion, é umaa região mais das mais estávelis do crânio, com menor crescimento depois da infância. Ainda que se reconheça variações no crescimento, tanto na parte anterior quanto posterior da base de crânio.  Porém, em todo o crânio  é a região em que o crescimento é menor, desde a infância até a idade adulta.

 

 

3 – O Nasion tem crescimento constante até a maturidade óssea, sendo que o maior surto de crescimento ocorre na puberdade, com o aumento do seio frontal. É um crescimento conhecido e facilmente identificado.  E há possibilidade de se recorrer ao PONTO X de Beatty ( * ). Considera-se que o Nasion “atrapalha” as avaliações seriadas, mas não invalida.

 

 

4 - O Plano de Frankfurt, antes denominado de Plano de Von Ihering ,  foi escolhido como método para a observação dos crânios no XIII Congresso Geral da Sociedade de Antropologia Alemã (realizado em Frankfurt-am-Maine em 1882).  Aceito, universalmente, como plano de orientação do crânio.  Desde então toda a observação e descrição do crânio passaram a ser feitas na suposição de que o crânio está com este plano na horizontal. O plano tomou o nome de Plano horizontal de Frankfurt, ou simplesmente Plano de Frankfurt.  Entretanto,  o indiscutível valor deste plano na Antropologia, não tem a mesma validade na Cefalometria Radiográfica, onde é atualmente denominado Órbito-Meático. Ocorre que Po e OrP, como pontos laterais, apresentam-se duplos nas telerradiografias e não coincidentes.  Além da magnitude do lado direito, mais longe da placa, e da sempre presente assimetria da face, há as  variações de posição da cabeça no cefalostato.  Nem sempre é possível, com segurança, identificar qual é o lado esquerdo da face. Quando os  acidentes anatômicos laterais aparecem coincidentes, na telerradiografia,  é porque a magnitude, a assimetria e as distorções por posicionamento compensaram-se e revelam uma situação enganadora.  

 

5 – Em geral, não é significativo, o erro ocasionado por diferentes posições da cabeça no Cefalostato.  Porém, somado com outros  erros pode induzir a conclusões comprometedoras.

 

6 - Na tentativa de ter mais segurança na marcação do Po, utilizou-se o Pório Metálico,  e, também, a projeção da parte mais alta do côndilo mandibular, sem que nenhum destes métodos tenha perseverado como representativo de fidelidade.

 

O S-N é a referência mais utilizada, universalmente, na ortodontia apesar de existirem outras opções.  Nos próximos números deste jornal abordaremos a utilização de outros pontos e linhas  que levam em consideração o crescimento radial bipolar da face, gerando áreas de sobreposição que podem ser utilizadas para uma avaliação setorizada do crescimento, estas áreas bilaterais hoje empregadas em algumas análises, serão ainda mais úteis quando da popularização da tomografia de hemi-face, quando então poderemos avaliar cada lado da face a partir de seu centro de crescimento radial bipolar sem a dificuldade gerada pelas duplicações de estruturas.

 

Prof. Dr. Cléber Bidegain Pereira

Prof. Dr. Humberto Carneiro Neto

 

 

 

( * ) Trabalho de Beatty

A modified technique for evaluating apical base relationships. 

http://www.cleber.com.br/pontox.html