TRANSCRITO DA REVISTA "ORTODONTIA", ÓRGÃO OFICIAL DA SOCIEDADE PAULISTA DE ORTODONTIA - N 31 Maio/Junho 1994.

NOVO CAMINHO IMAGENS COMPUTADORIZADAS
 
 
DR. CLÉBER BIDEGAIN PEREIRA

As imagens eletrônicas em geral, tanto os cefalogramas, gerados nos sistemas de Cefalometria Computadorizada, quanto as imagens fotográficas das mais variadas, podem ser produzidas nos Serviços de Documentação Ortodôntica e remetidas aos ortodontistas em forma de arquivos eletrônicos, de leitura relativamente fácil (*). Essa remessa poderá ser via disquete ou telefone.

Principalmente, no que se refere às imagens fotográficas, isso vem acontecer em boa hora (**). Com a tecnologia atual, obtém-se imagens excelentes. Porém, para chegar a estes resultados, necessitam-se periféricos sofisticados, com preços elevados: câmara para captação das imagens; scaner colorido de mesa; impressora colorida térmica, todos com alta qualidade de captura e reprodução. Isso alcança um nível de custos e técnicas de operação demasiado altos para o usuário individual. Ao contrário, os Serviços de Documentação Ortodôntica, podendo diluir estes custos entre grande quantidade de usuários, viabiliza o empreendimento.

Da mesma forma, a Cefalometria Computadorizada requer: mesa digitalizadora, sistemas especiais e pessoal técnico capacitado para digitalizar os pontos craniométricos. Os Serviços de Documentação Ortodôntica oferecerã os cefalogramas, em forma de arquivos eletrônicos, prontos para serem lidos no computador do ortodontista, sem que este necessite dispor dos periféricos referidos.

Além disso, a grande vantagem deste empreendimento é que os ortodontistas, recebendo os arquivos eletrônicos, podem, então, trabalhar o cefalograma e as fotografias, fazendo a VISUALIZAÇÃO COMPUTADORIZADA DA EXPECTATIVA DE TRATAMENTO ORTODÔNTICO E ORTOGNATA (VCETOO ), em acordo com o seu gosto, sua filosofia de tratamento e peculiaridades próprias. Possibilita-se, ainda, a manipulação das imagens, reunindo-se várias fotografias, cefalogramas e reproduções de radiografias, em um só arquivo, da maneira como melhor entender o ortodontista. Inclusive sobrepondo o cefalograma na fotografia do paciente.

Esta metodologia aproveita a tendência atual, em Informática, de utilização dos sistemas especializados ( *** ) apenas até onde eles são imprescindíveis. Depois, os arquivos são transferidos para programas de utilidade genérica, onde são manipulados com a exuberância e riqueza de recursos que esses programas oferecem. Com este espírito, utilizamos o Corel Graph, o qual é um sistema multiutilitário, com variadas opções de trabalho. Presta-se para modificarmos os cefalogramas e as fotografias de pacientes, como se tivesse sido feito especialmente para esta finalidade.

Vejo em tudo isso um importante avanço, pois diminui o investimento do ortodontista em tempo, equipamentos, sistemas e aprendizado. Sem tirar-lhe o espaço para expressar sua individualidade.

Esta sistemática, denominamos de METODOLOGIA DA ABUCO, em homenagem a ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE USUÁRIOS DE COMPUTADORES NA ODONTOLOGIA.

URUGUAIANA (RS), 22 fevereiro, 1994

(*) Os Serviços de Documentação Ortodôntica remeterão, ao ortodontista, arquivos formato PCX e CDR, os quais podem ser lidos por equipamentos que tenham a plataforma mínima para o Windows 3.1. Um 386 será suficiente, desde que tenha 4 ou mais de memória RAM, monitor SVGA e uma placa controladora de Video com 1 MB. Melhor se tiver uma placa aceleradora de Windows, com 24 bits, lançada recentemente no mercado, por preço muito acessível.

(**) As fotografias, em geral feitas pelo atual sistema, que imperaram e evoluiram por todo este século, não serão mais usadas no século XXI. Serão substituídas, com grandes vantagens, pelas imagens eletrônicas.

(***) Os programas de Cefalometria, que provamos, como o ORTOVIEW da Cirrus Informática; o CIDCCC, do Dr. Gribel, e o JOE, da Rocky Mountain, prestam-se para esta transferência. Inicialmente utilizávamos o JOE, o qual, por estar dentro do Windows, nos despertou para este intento. Porém, nossas pesquisas mais recentes nos fazem preferir o ORTOVIEW, visto que ele gera arquivos formato PLT, que podem ser importados diretamente para o Corel, na opção HPGL


                                           Minha mais nova Sony    

                                                      Câmera Digital  Sony DSC-D770