PUBLICADO NA REVISTA "ORTODONTIA", ÓRGÃO OFICIAL DA SOCIEDADE PAULISTA DE ORTODONTIA - N. 61 -  JAN./FEV./MARÇO/ABRIL 2000


 
 
 
 
Cléber Bidegain Pereira - Patrono do Dep. Informática da SPO
Mário Wilson Corrêa - Diretor do Dep. Informática da SPO
 
Após a realização de dois Simpósios, nos Congressos da SPO em 1996 e 1998, e de um Fórum permanentemente aberto na homepage da SPO, concluiu-se o que segue, fruto de sugestões dos simposiastas, ativadores e outros colegas, e do espelho das recomendações do American Board of Orthodontics.
A Sociedade Paulista de Ortodontia, através de seu Departamento de Informática, oferece, à comunidade científica ortodôntica, estás sugestões, com o nome de IMAGENS NA ORTODONTIA - PADRÃO SPO.  Considera-se que este é  um caminho aberto ao aprimoramento. Novas idéias e críticas serão sempre bem recebidas.
 
1 - RADIOGRAFIAS: As imagens radiográficas de telerradiografias, de panorâmicas e de intra-orais, quando tomadas por Serviço de Documentação Ortodôntica, devem  ser fornecidas, aos ortodontistas, em formato digital, além do tradicional, se assim for obtido o original.
2 - TELERRADIOGRAFIAS: As telerradiografias devem ser tomadas com os dentes em posição de máxima intercuspidação e os lábios em posição de repouso, obedecendo ainda os demais requisitos tradicionais, que serão posteriormente minuciosamente descritos.
3 - FOTOGRAFIAS INTRA-ORAIS: As imagens fotográficas intra-orais devem ser fornecidas seguindo os requisitos sugeridos em: “Proposta para a Padronização das Tomadas Fotográficas Intraorais, com Finalidade Ortodôntica, “ de autoria do  Prof. Arnaldo Pinzam e outros, publicado  na Revista DENTAL PRESS ORTODONTIA E ORTOPEDIA MAXILAR, Volume 2 – Número 6 – Novembro /Dezembro 1997.
 

PROPOSTA PARA PADRONIZAÇÃO DR PINZAM   

4. - FOTOGRAFIAS DA FACE: As  imagens fotográficas da face devem  abranger  o torso (busto), chegando ao pescoço e uma pequena parte do tórax.
4.1 - Nestas fotografias os dentes devem estar em posição de máxima intercuspidação, a mesma posição em que foram tomadas as telerradiografias.
4.2 - Posições recomendáveis: a) frente e perfil. Em ambos os casos, os lábios devem estar em posição de repouso.  Não havendo, nesta posição, o feche labial natural, tomar, também, fotografias com os lábios fechados pela contração muscular; b) frente com amplo sorriso e meia face  (posição intermediária entre frente e perfil - 45o mostrando o zigomático). Totalizando seis (6) fotografias da face, caso não ocorra fecho labial natural.
4.3 – No perfil, o paciente deve ser fotografado com o Plano de Frankfurt na horizontal (tragos – infra-orbitário ).
4.4 – Na fotografia frontal, a linha bipupilar deve estar na horizontal.
4.5 - Os cabelos, quando compridos, devem ser posicionados atrás das orelhas.
5 - As imagens da face devem ter uma proporção de 5 / 7.
6 - Para o armazenamento, as imagens intra-orais e da face  podem ser grandes  ( hoje não há problemas de espaço de armazenagem, cada uma pode ter até 200 KB ).
Na utilização, serão redimensionadas tomando o tamanho em acordo com a finalidade a que se destina. Por exemplo, se for para a Internet ou para a ficha de manuseio clínico, deve ter o menor tamanho compatível com a qualidade necessária para a boa visualização do que interessa no caso.
6 - O formato da imagem, para armazenamento, deve ser PCX. Depois, na utilização, o formato será transformado em acordo com a finalidade a que se destina. Por exemplo, se for para a internet, deverá ser transformado para JPG.
 

 
 SUGESTÕES PARA FOTOGRAFIAS DA FACE
 
Imagens da face, vista de frente. 
Olhando para a lente, lábios fechados sem esforço,  
linha bipupilar na horizontal. 
A tomada abrange o torso ( também chamado de 
busto),  que compreende a cabeça, o pescoço e  
uma parte do tórax. A imagem deve ter a  
proporção de 5/7.
Uma tomada de frente sorrindo. 
Também uma tomada com os lábios em posição  
de repouso.
Nos casos de mau fecho labial, em que os lábios  
só  se fecham por contração muscular, deve-se  
caracterizar  o fato.
  Fotografia de perfil com os lábios naturalmente  
fechados. 
Uma outra tomada pode ser feita com os lábios  
entreabertos,  se esta for a posição de repouso. 
A imagem deve ter a proporção 5/7
Pode ser feita uma tomada da "meia-face".
   
Peculiaridades importantes,  como a interposição  
de  lábio entre os incisivos, devem ser registradas.
  
É fundamental registrar a linha do sorriso.  As  
variações são muito significativas para o  
diagnóstico e prognóstico.  Alguns pacientes  
mostram todo o comprimento do dente e   
grande parte das gengivas.  
Outros, têm a linha do sorriso perfeitas, isto é,  
cobrindo o terço cervical da coroa dentária.
 
 
 
RECOMENDAÇÕES PARA
FOTOGRAFIAS DA FACE
 
 
A cabeça não pode estar inclinada. A linha bipupilar  
deve ficar na horizontal.
A fotografia deve ser tomada bem de perfil. Não como  
está, em que há uma pequena torção.
A fotografia apenas deve abranger o torso, como foi recomendado. Não com uma grande parte do tórax,  
como nesta fotografia.
Devem haver limites, predeterminados, para a largura  
da imagem. Não há necessita de abranger os ombros  
em sua totalidade.
Da mesma forma, não há razão para que se corte  
exclusivamente a face.
O fundo deve ser neutro. Pode ser branco e até  
mesmo de uma outra cor, porém, deve ser uma  
cor única.
O fundo não deve ser chamativo e perturbar a  
imagem da face que é o importante.
Os cabelos devem ficar atrás das orelhas, de tal  
forma que não prejudiquem a visualização total da  
face. Também, os cabelos não estando para a  
frente podem prejudicar a boa visualização do perfil.
O fundo da imagem deve ser claro, sem sombras  
que perturbem a boa visualização do perfil.
 
 
 

            Dr. Cléber Bidegain Pereira                                     Dr. Mário Wilson Corrêa
 Patrono do Dep. de Informática da SPO                   Diretor do Dep. de Informática da SPO



 
REFERÊNCIAS

 

        Sugestões do American Board of Orthodontics  
 
 

        Homepage do American Board of Orthodontics