TRANSCRITO DA REVISTA "ORTODONTIA", ÓRGÃO OFICIAL DA SOCIEDADE PAULISTA DE ORTOTODONTIA, Ano IV, n.º 22, Nov/Dez 1992

SIMPÓSIO DE INFORMÁTICA

Dr. Cléber Bidegain Pereira

Ficou evidente que, assim como em muitas coisas, é necessário planejar antes de executar. É errado comprar as máquinas e depois pensar no que se pretende fazer com elas.

Duas opções principais apresentam-se de início: os Macintosh e os IBM PCs. Os primeiros, sem dúvida, são melhores em seu desempenho, principalmente para aqueles que desejam operar com refinamento na parte gráfica; apresentam, no entanto, o inconveniente de serem mais caros e pouco difundidos, com programas de custos elevados. Os PCs, fartamente espalhados em todo o mundo, gozam de todas as vantagens da grande difusão, inclusive da possibilidade de trocarem-se componentes por outros mais potentes, pagando apenas a diferença. Muda-se a placa principal 386 por 486. Da mesma forma o winchester, a placa controladora de vídeo, a memória RAM, etc., possibilitando, com segurança e baixo custo, alterações para maior capacidade, velocidade e resolução.

Se a intenção é manipular, apenas, sistemas de Gerenciamento do Consultório e Editor de Texto, os equipamentos podem ser simples: Central (CPU) PC AT 286, com monitor de baixa resolução. Aqueles que desejam mergulhar na Transferência de Imagens, seja para a editoração de slides ou traçados predictivos, em fotografias de pacientes, devem dispor de CPU potente (386 ou 486), com um mínimo de 4 RAM, Winchester com mais de 2OOMb, já de início, monitor colorido de super alta resolução (SVGA). Placas especiais, para tratamento de imagens, serão acrescidos ou trocadas, conforme maior exigência de resolução gráfica. Porém, é bom lembrar que os arquivos de imagens, com grande resolução e milhões de cores, têm maior tamanho, tomando grande espaço em disco.

Com a evolução e desenvoltura tecnológica e pessoal, outros periféricos irão sendo acrescidos, enriquecendo nosso Centro de Informações e ampliando possibilidades.

O Simpósio evidenciou, ainda, a conscientização de que, com os computadores, é necessário INICIAR JÁ. Quem esperar ficará para trás, irremediavelmente, sem possibilidades de recuperar o tempo perdido, deixando de usufruir deste mundo maravilhoso que nos incentiva a continuar nele.