TRANSCRITO DA REVISTA "ORTODONTIA", ÓRGÃO OFICIAL DA SOCIEDADE PAULISTA DE ORTODONTIA - N 42 - Março/ Abril 1996.

WINDOWS 95

Cléber Bidegain Pereira, C.D.

Outro dia o Dr. Antônio Rego de Almeida dizia-me: "É necessário que no III Simpósio de Informática sejam feitos esclarecimentos sobre o Windows 95". Eu concordei, pois Antônio é o meu "guru". De qualquer maneira, já tinha em mente escrever sobre o tema. Esperava, até adquirir minhas próprias experiências com o novo sistema. A imprensa especializada em informática, desde meados do ano passado, vem divulgando amplamente críticas, das mais variadas, ao Windows 95. Recentemente apareceu um escrito com 8 vantagens e 8 desvantagens. Este tipo de informação é muito válida pois nos permite, através da experiência de outros, antever o que vamos encontrar em nosso caminho. Ainda que me agradem as observações tipo Vantagens X Desantagens, não é apenas a difícil avaliação do "peso", de uma e de outra, que nos devem levar às conclusões finais. Regra geral, nas coisas da vida, existem outras implicações poderosas, como o amor e na paixão que por si só são avassaladoras. No caso do Windows 95 é necessário considerar que ele veio para ficar, quem não entrar ficará estagnado no tempo. Os novos programas estão vindo para rodarem somente no Windows 95 e não são executados pelas versões anteriores. Portanto quem não passar para o Windows 95, ficará parado no Corel 5, no Word 6, no Power Point 4 etc. etc., sem desfrutar da evolução e aprimoramento que estes programas já estão fornecendo agora, com 32 bits, e oferecerão mais ainda no futuro. É impossível deixar de acompanhar a corrente. Decididamente, deve-se passar para o Windows 95. Vem então a questão de quando passar ? Antes conto minha experiência. Fui dos primeiros, daqueles que brigaram para comprar o seu Windows 95. Modestamente instalei em meu laptop, onde tenho como complemento apenas um HD externo. Tudo funcionou perfeito desde o início. Ainda assim fiquei profundamente decepcionado, ao ponto de me deprimir e adoecer. Doente mesmo, com febre. A expectativa, sonhos e ilusões, que vinha acalentando por muitos meses, não foram preenchidas. A primeira vista pareceu-me feio, sem graça e com muitas diferenças para pior. Era a reação natural, de quem está familiarizado com um sistema e ao trocar não entende o novo. Isso ocorre com freqüência. Imagina que há gente, exagerada, ainda hoje preferindo o DOS !!! (Deixa o Windows, com todas as suas facilidades gráficas dos ícones e vai para o teclado, digitando fórmulas e siglas do DOS). Correndo o tempo, paulatinamente passei a gostar mais e mais do Windows 95. E quando instalei o Win PLUS enlouqueci. Me apaixonei perdidamente. Realmente, além de ele ser lindo, oferece poderosas ferramentas, de fácil acesso, para as configurações as mais diversas, possibilitando, entre outras coisas, que se criem atalhos para tudo que for mais usual. A cada dia aprendo alguma coisa nova e surpreendo-me com as possibilidades que se abrem ao clicar o botão direito do mouse. Meus grandes problemas surgiram quando instalei o Windows 95 nos computadores maiores (desk top). Acontece que tenho "pindurados" neles muitos periféricos e complementos ( Mesa Digitalizadora, Tape Backup, Disquetes Floptical, HDs suplementares que instalo e desinstalo, CD-ROM, Placa ATI, rede, modem, três impressoras com chaveadoras ). Houve conflitos e dificuldades nas configurações. Só a paciência e a perseverança de meu técnico conseguiu, depois de trabalhar 15 dias, superar um a um quase todos os problemas. Os maiores conflitos surgiram com aqueles equipamentos ou soft que operavam no DOS, como o Floptical e o Tape Backup. Já sabe-se que o Win 95 e os novos aplicativos de 32 bits tomam mais espaço em disco e exigem máquinas mais poderosas. Se você não está com equipamento ponta de linha, possivelmente terá de avançar para que o Windows 95 funcione com boa perfonance. Certamente necessitará um HD maior ( 1.2 GB ou mais ) ou colocar um segundo HD suplementar ( "escravo" ). Oito MB de memória RAM é suficiente apenas para rodar o Win 95, melhor que se tenham 16 MB de RAM ou mais. A Placa Controladora de Vídeo deverá ter 2 MB de memória e 32 bits. Se você ainda não tem o CD-ROM. com placa de som, isto vai ser necessário. Os CD-ROMs invadiram o mercado e os novos aplicativos estão vindo neles, ao invés de virem em múltiplos disquetes de 1.44 MB. Assim sendo, a hora de mudar torna-se uma questão pessoal. Depende do momento em que você estiver disposto a investir em equipamentos e dificuldades técnicas, as quais serão poucas ou muitas, em acordo com os periféricos e complementos que tenha em sua máquina. É importante saber que se pode ter instaladas as duas versões do Windows, a atual e a anterior. O que possibilita usar uma ou outra versão, segundo o interesse do momento. Softs ou periféricos que sejam incompatíveis com o Win 95, poderão continuar a ser usado no 3.1. Ao ligar o computador, com a tecla F4 seleciona-se a versão desejado do Windows. Para ficar com as duas versões do Windows instaladas é necessário colocar em diretórios diferentes, opção que se apresenta no início da instalação. Se isto não for feito de início, só será possível reinstalando tudo novamente. Outra alternativa muito cômoda, para aqueles que estão "viciados" com as facilidades do Gerenciador de Arquivos do 3.1, é instalar o arquivo WINFILE no Win 95. Utilizando as facilidades dos ícones de atalho, coloca-se um ícone do winfile e se tem o "amor antigo" a disposição. Esta instalação pode ser feita facilmente a qualquer momento. A maioria dos programas que rodam 3.1, rodam também no 95. Pelo menos, assim aconteceu com os programas que utilizo, inclusive com o winfile. No entanto, sempre com alguma restrição. O Screen Cam, da Lotus não grava, só lê os arquivos. Nenhum deles, inclusive o winfile, não reconhecem os arquivos que estão nos computadores da rede, só aparecem os arquivos que estão no "meu computador". Porém, chamando o computador da rede, no Win 95, é possível executar o arquivo desde que ele esteja associado ao seu aplicativo. Aqueles que têm experiências com o Windows 3.1 isto é válido no aprendizado com o 95. Porém, quem está iniciando deve ir direto no Windows 95. O Win 3.1 já foi sucesso, pertence ao passado. Navegar no Windows 95 é preciso.